Programação de Música

DIA 16/07 – quarta-feira
20h Abertura Oficial

20h30 (Música) “O que vim fazer aqui”, de Alzira E

SINOPSE
Alzira E vive um momento especial de sua trajetória de cantora e compositora. Seu novo cd, “O Que Vim Fazer Aqui” ressalta seu lado intérprete e no show coloca em evidência o momento criativo de sua parceria com Itamar Assumpção, revelando inéditas e algumas canções de seu álbum AMME, produzido por ele em 1992, quando Alzira encontrou nos poemas de Itamar um incentivo para a liberdade musical que vem marcar toda sua trajetória como instrumentista, compositora e intérprete.

FICHA TÉCNICA
Alzira E – voz e violão
Cris Scabello – guitarra
Gustavo Cabelo – guitarra e vocais
Peri Pane – violão, violoncelo e vocais
Marcelo Dworecki – baixo e vocais
Carol Ribeiro – produtora executiva
Paloma Espindola – produtora executiva
Joy Espindola – roadie

Duração: 60 minutos
Classificação: Livre


DIA 17/07 – quinta-feira
20h30 (Música) “Antonio Loureiro e Ricardo Herz”     

SINOPSE

Ricardo Herz e Antonio Loureiro lançam o álbum de estreia do duo pela Borandá, com produção musical de André Mehmari. Em um raro encontro musical de violino e vibrafone, o disco se destaca por uma sonoridade intimista, com riqueza de timbres, execução bem apurada e arranjos que conduzem o diálogo dos instrumentos e dão liberdade para os solos improvisados. Com 10 faixas instrumentais, o CD traz composições dos dois músicos e versões de “Baião de Lacan” de Guinga e Aldir Blanc, “Cego Aderaldo” de Egberto Gismonti e uma composição de Lea Freire feita especialmente para este encontro.

FICHA TÉCNICA
vibrafone – Antonio Loureiro
violino – Ricardo Herz
técnico de som – Daniel Tápia
fotos – Caio Palazzo
produção – Borandá Produções

Duração: 60 minutos
Classificação: Livre


DIA 19/07 – sábado
19h (Música) “Marco Pereira e Toninho Ferragutti”  

SINOPSE
Eles tem muito em comum: são dois músicos paulistas considerados expoentes em seus instrumentos, com carreiras consagradas no Brasil e no exterior. Receberam importantes prêmios e possuem uma extensa participação em centenas de shows e discos de artistas de renome. Além disso, são compositores e arranjadores prolíficos.
O virtuosismo, versatilidade, paixão pela música e uma sintonia contagiante são alguns dos fatores que uniram o violonista Marco Pereira e o acordeonista Toninho Ferraguttineste novo trabalho, o CD “Comum de Dois”, onde apresentam oito composições autorais, além de Dorival Caymmi e Zé do Norte. Um show de talento e sensibilidade!

FICHA TÉCNICA
Marco Pereira – Violão, composição e arranjos
Toninho Ferragutti – Acordeão, composição e arranjos
Andrea Costa – Produção Executiva
Gal Oppido – Fotos

Duração: 90 minutos
Classificação: Livre


DIA 20/07 – domingo
19h (Música) “Victor por Vitor: Um sax brasileiro”

SINOPSE
Quando Victor de Assis Brasil morreu sua mãe manteve fechadas duas malas que encontrou no quarto do filho. Em 1988, quando o irmão abriu as malas se deparou com mais de quatrocentas composições inéditas. O projeto Victor por Vitor apresenta oito músicas escolhidas neste tesouro encontrado. Vitor Alcântara, músico paulistano, comemora 30 anos de carreira apresentando um show com músicas inéditas do grande saxofonista e compositor Victor de Assis Brasil.

FICHA TÉCNICA
Vitor Alcântara – Saxofones
Celso Almeida – Bateria
Amador Bueno – Baixo
Fabio Leandro – Piano
João Lenhari – Trompete
Marinéa Mochizuki – Produção Shows

Duração: 70 minutos
Classificação: Livre


DIA 22/07 – terça-feira
19h (Música) Ceumar                                

SINOPSE
A estreia no mercado fonográfico foi com “Dindinha” (2000), seguido de “sempre viva!”(2003); “Achou!” (2006); “Meu Nome”, o primeiro Cd ao vivo (2009) e Ceumar & trio – live in Amsterdam (2010. Ceumar traz o novo álbum “Silencia” ( 2014) – Circus Produções -projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura, Programa de Ação Cultural 2014. A escolha do repertório inclui composições de Ceumar (sozinha ou em parceria) onde estão presentes vivências pessoais e outras de caráter mais universal. Também apresenta canções de compositores que ela admira, como: Vitor Ramil, Kiko Dinucci, Miltinho Edilberto, além da parceria inédita com o poeta Gildes Bezerra, que surgiu via internet.

FICHA TÉCNICA
Show formato duo:
Ceumar – voz e violão de nylon
Daniel Coelho – baixo acústico
Direção de produção: Guto Ruocco
Produção executiva: Sandra Lacerda

Duração: 60 minutos
Classificação: Livre


DIA 23/07 – quarta-feira
19h (Música) “Cordal – Almir Côrtes e João Paulo Amaral”

SINOPSE
Os músicos Almir Côrtes e João Paulo Amaral se encontram nesse espetáculo para celebrar a amizade e o lançamento do CD CORDAL, primeiro álbum do duo. Levam ao palco uma conversa musical livre ao compartilhar suas criações, improvisos, personalidades e experiências musicais – frutos de suas carreiras individuais como instrumentistas em shows nacionais e em palcos de países como Estados Unidos, México, Portugal, Espanha, Itália, Inglaterra e França. Além de suas composições, o repertório abrange autores como Almir Sater, Nelson Ângelo, Zé Renato e Bambico. CORDAL promove uma viagem pelas cordas dedilhadas da viola caipira, bandolim, violão e guitarra, destacando a liberdade e a criatividade dos artistas por meio de uma abordagem contemporânea dos gêneros populares.

FICHA TÉCNICA
Músicos: João Paulo Amaral e Almir Côrtes
Técnico de som: Marcelo Cecchi
Produção: Ruth Rubbo
Produção Executiva: V V T ideias Culturais (Vinícius Muniz e Thiago Rossi).

Duração: 60 minutos
Classificação: Livre


DIA 24/07 – quinta-feira
19h (Música) “Panorama do Choro Contemporâneo Paulistano”

SINOPSE
O Panorama do Choro Contemporâneo Paulistano é um projeto dos percussionistas e produtores Roberta Cunha Valente e Yves Finzetto, que convidaram mais quatro músicos e formaram o sexteto de base que gravou 16 músicas inéditas de compositores de choro de São Paulo. O projeto é totalmente original e oferece a nata do choro da cidade numa mistura de várias gerações.

FICHA TÉCNICA
Roberta Valente – Percussão
Yves Finzetto – Percussão
João Poleto – Sax e Flauta
Fábio Peron – Bandolim
Zé Barbeiro – Violão sete cordas
Milton Mori – Cavaquinho

Duração: 75 minutos
Classificação: Livre


DIA 25/07 – sexta-feira
19h (Música) “3,1415 – Luiz Pinheiro”                    

SINOPSE
“3,1415…” traz no nome a referência ao apelido de Pinheiro nos tempos de colégio, o símbolo matemático da letra grega Pi, que aqui transforma-se na canção título do álbum, poeticamente expressado em sentimentos que se relacionam com o: inexato, aproximado, infinito, irracional, transcendente. Partindo de elementos acústicos e eletrônicos, os arranjos de Valter Gomes e Luiz para o novo disco conferem às composições uma harmonia contemporânea, valorizando o alto rigor poético das letras. Participam do novo álbum, como convidados especiais, os cantores e compositores Jorge Mautner, Lirinha (ex-Cordel do Fogo Encantado), Vanessa Bumagny e Nô Stopa, cantando, tocando ou falando poemas. Durante o espetáculo, o público irá conhecer as novas músicas de Luiz Pinheiro que abordam temas amorosos, filosóficos e sociais, e que se juntam ao caldeirão de ritmos musicais escolhidos e incorporados de maneira a tornar o disco uma obra envolvente, nova, rica e que rompe com padrões estéticos e foge dos clichês.

FICHA TÉCNICA
Luiz Pinheiro – voz e violão
Valter Gomes – guitarra e violão
Sandro Prêmmero – baixo, viola e violão
Luciano Nogara – bateria e programação

Duração: 60 minutos
Classificação: Livre


DIA 27/07 – domingo
19h (Música) “Alexandre Ribeiro Quarteto”

SINOPSE
Cria tempo musical outro, por meio de arranjos e repertório, proporcionando aos ouvidos identificação de referências sem deixar de ofertar amplitude na forma ao lidar com sonoridades de seu presente. Coisa Nº10 (Moacir Santos) soa em ijexá. O humor musical __marca estilística do violonista Zé Barbeiro__ a densidade melódica de composição, de Toninho Ferragutti, ganham interpretação airada, dinâmica e precisa pelo quarteto . Passando por composições próprias de Alexandre Ribeiro e de Gian Correa, atualizam interpretações de A Galope(Altamiro Carrilho) e Quando Me Lembro (Luperce Miranda). Isso sem falar da inesperada Spain de Chick Corea tocada por pandeiro, violão de sete, bandolim e clarinete.

FICHA TÉCNICA 
Alexandre Ribeiro – clarinete
Gian Correa – violão de 7 cordas
Henrique Araújo – cavaco e bandolim
Léo Rodrigues – pandeiro

Duração: 60 minutos
Classificação: Livre

Comments are closed